Atendimento 0800 081 1818 | Comercial (81) 3256.6421 | comercial@parvilocadora.com.br

Blog

7 de julho de 2016

Lei do Farol passa a valer em todo o país

Parvi Locadora

Agora é oficial. Passa a valer nesta sexta (8) a lei que obriga os condutores de veículos, em todo o território nacional, a usarem farol baixo durante o dia nas estradas. Isso mesmo: É farol baixo, não é lanterna. A informação é reforçada pela necessidade de orientar corretamente os motoristas, para que estes não incorram em infração do Código Brasileiro de Trânsito (CTB). As luzes ajudam o motorista a enxergar até três quilômetros à frente, além de facilitar a identificação dos carros em movimento. A lei 13.290/2016 prevê multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira de quem descumprir a orientação.

Alguns motoristas não sabem a diferença e também se atrapalham com os comandos, no painel do carro. O ideal é aprender rápido, pois as multas começam a ser aplicadas hoje. O uso de luzes acesas, mesmo durante o dia, já é obrigatório para motociclistas e para todos os veículos que trafegam em túneis.

Para se ter uma ideia, nos EUA a medida já reduziu em 5% a colisão entre carros e em 12% entre pedestres e ciclistas. Já na Europa, a regulação prevê a obrigatoriedade do DRL desde 2011. Como muitas colisões são fruto dde falha na percepção do outro veículo o dispositivo foi instalado nos carros da GM, nos Estados Unidos, desde 1995. Logo depois, um estudo feito pela multinacional concluiu que os clientes evitaram mais de 25 mil colisões após a inclusão do drl.

DRL também vale
Apesar de não estar especificada na lei, a luz diurna (ou DRL) também será aceita para o cumprimento da lei, segundo o Ministério das Cidades, uma vez que são regulamentadas como “faróis de rodagem diurna”. No Brasil, alguns carros já são fabricados com o sistema, como o Peugeot 208, o Citroën C3, o Volkswagen Jetta e o Fiat 500.

Altura correta
Com o passar do tempo (e dos buracos, das lombadas…) o farol pode desalinhar. O ideal é regular as luzes a cada seis meses ou 15 mil km. O procedimento simples é feito por meio de um parafuso posicionado na própria lanterna (consulte o manual do carro para saber mais). Mas se você achar que é difícil, peça auxílio em oficinas especializadas, onde o custo gira em torno de R$ 20.

A diferença entre DRL e farol baixo
O farol diurno de rodagem acende automaticamente quando o carro é ligado, o que ajuda os esquecidos. Sua itensidade é maior e torna mais fácil perceber o movimento de um carro à distância. Ainda assim, sua luminosidade mais difusa evita ofuscar motoristas no sentido oposto.

Porque a lei foi criada
De acordo com o relator do projeto, senador José Medeiros (PSD-MT) – que foi policial rodoviário durante 20 anos – o objetivo é aumentar a segurança nas estradas. Para ele, o uso obrigatório do farol deverá contribuir para a redução de acidentes frontais nas rodovias e salvar inúmeras vidas. Além disso, o carro fica mais visível, para os pedestres, quando trafega com os faróis baixos, ao invés de apenas com a laterna (é proibido atravessar fora de passarelas ou faixas de pedestres em rodovias).